Siga o Blog, nas redes sociais

sábado, 28 de setembro de 2013

Faz algum tempo que não me apaixono

Quanto tempo faz que não me apaixono,
A ultima foi em 2011,
Uma paixão que amadureci muito,
Mas não virou nada.

Os últimos anos está sendo dureza ficar sozinho,
Inda bem que tenho amigos, 
Grandes amigos.

Mas, com o tempo vou descobrindo,
Que a solidão não é ruim até que é boa,
Ando por ai observando, 
Mas nenhuma mulher me olhar com olhar de apaixonada.

Só me olhar como uma pessoa qualquer,
É ruim não ter uma musa inspiradora,
Por alguns meses escrevo poemas, 
De um amor que sempre quis mas nunca ocorreu.

Sou romântico acredito em um amor verdadeiro, 
Só que achar o meu par esta sendo dureza, 
Quanto isso irei continuar escrevendo poesias,
E quem sabe um dia achar meu par.

Escrito por Alex Lopes Ozorio, O Poeta da Madrugada 

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Fabula o Leão e o Rato

Nada melhor que uma fabula para nós ensinar alguma coisa....


Um Leão dormia sossegado, quando foi acordado por um Rato, que passava correndo em cima de seu rosto. Com um ataque ágil ele o agarrou, e estava pronto para matá-lo, ao que o Rato implorou:

Por favor, se o senhor me soltar, tenho certeza que um dia poderia retribuir sua bondade. Rindo por achar ridícula a idéia, assim mesmo, ele resolveu solta-lo.

Pouco tempo depois, o Leão caiu numa armadilha colocada por caçadores. Preso ao chão, amarrado por fortes cordas, sequer podia mexer-se.

O Rato, ouvindo seu rugido, se aproximou e roeu as cordas até deixá-lo livre. Então disse:

O senhor riu da idéia de que eu jamais seria capaz de ajudá-lo. Nunca esperava receber de mim qualquer favor em troca do seu! Mas agora sabe, que mesmo um pequeno Rato é capaz de retribuir um favor a um poderoso Leão.

Autor: Esopo 


Moral da História: Os pequenos amigos podem se revelar os melhores e mais leais aliados.


quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Um pequeno amor

Quando te vi pela primeira vez,
Meu coração disparou de paixão, 
Seu sorriso me faz lembrar do paraíso.

Seus lábios de uma princesa,
Pele de um anjo,
Que entrou em minha vida, 
Para fazer meu mundo mais feliz.

Sou apaixonado pelo seu sorriso,
Pelo seu jeito, este olhar cativante,
Moça que faz meu coração se alegrar,
Sua delicadeza me faz apaixonar.

Meu coração sente tanta paixão,
Que não há palavras a descrever este amo,
Você é a inspiração dos meus poemas românticos,
Se pudesse te dizer o quanto te amo.

Não haveriam palavras para descrever,
Mais ao tocar nossos lábios uns ao outro, 
Seria o suficiente para mostrar meu grande amor, 
Pela pessoa que todos os dias me faz sonhar cada vez mais,
Num campo floreado podendo te dar beijos e abraços. 

Escrito por Alex Lopes Ozorio, O Poeta da Madrugada 

terça-feira, 24 de setembro de 2013

AMO-TE


Moacir Silva Papacosta


Eu te amo como nunca amei ninguém... Com esse
jeito envolvente e decidido soubeste me conquistar...
Eu te amo tanto, porque, entraste em minha vida suavemente como brisa em primavera,
levando-me a esquecer as chuvas densas do inverno,
que insistia em permanecer comigo nos meus dias sombrios!
Eu te quero tanto... Com tanto ardor, que nem sabes avaliar...
As vezes penso que não vou suportar, não vou segurar
de tanto querer-te!
Esquecer-te? Jamais!
E nessa aventura desvairada descobriste os meus segredos mais íntimos extraindo das minhas malícias, fantasias aquecedoras dessa paixão insana...
no dia em que tu me deste carinhos na medida certa amenizaste as inquietudes do meu coração...
Coração de homem sonhador!
Conquistaste-me apenas, com esse teu jeito
Forte, porém tranquilizadora...
Segura, porém cheia de ternura.
Tu és meu amor, minha amiga, meu sonho, minha eterna enamorada, minha amada amante!

Nunca vou esquecer aquele dia em que nos conhecemos,
O que falamos e o que sentimos,
Esta registrado na caixa mágica do meu coração,
Esta tatuado no recôndito da minha alma...

Amo-te mais e mais!
Quero-te mais do que posso ter.
Desejo-te, talvez, mais que a abelha almeja
pelo mel que incansavelmente fabricou.
Sou todo teu... És somente minha!
AMO-TE muito e este sentimento é tão grande que mal cabe em nossos corações!

Pensei em desistir

Quantas vezes penso em desistir, 
Por um sonho não conquistado,
Quantas vezes penso em desistir,
Quando uma mulher me rejeita.

Penso em desistir o tempo inteiro,
Penso em desistir quando vejo 
O tempo passar de mais e não ter tempo em curti a vida.

Para falar a verdade,
Todo dia temos que,
Encarar a vida sem pensar em desistir, 
Pois se a vida fosse boa,
Não nasceríamos chorando.

Escrito por Alex Lopes Ozorio 

domingo, 22 de setembro de 2013

Um homem que nunca foi amado

Nunca fui amado por nenhuma mulher,
Nunca  beijei nenhuma garota,
Nunca fui feliz com alguma mulher.

Sou uma pessoa como as outras,
Mas nunca uma mulher me amou,
Não sou louco,
Não sou tratado como os outros.

Por que ?
Elas não me ama ?
Por que meu pai ?

Sou uma pessoa normal,
Faço academia, estudo e trabalho.
Mas por que elas não me ama.

Mas enquanto isso,
Irei seguindo meu caminho sozinho,
Esperando meu amor me amar.

sábado, 21 de setembro de 2013

Seu em canto


Seu sorriso,
Me lembra do paraíso,
Seu Olhar,
Me faz flutuar.

Um desejo ?
Te dar um belo beijo.

Sentir seu braços aos meus.
Sentir seu seus lábios sobre o meus.
Sentir seu perfume.
Sentir seu olhar de paixão sobre os meus.

Poderia te dizer uma coisa,
Poderia me declara,
Mas não sei o que descrever sobre você,
Mas se existe um Poeta apaixonado por você ?
Pode considerar que sim.

Sou Poeta da Madrugada não sabe descrever,
Coisas bonitas para você,
Sou poeta e posso te dizer,
Se leu este poema e gostou pode considerar,
Minha declaração de amor por você.

Escrito por Nan Ozorio Alex, O Poeta da Madrugada

Olha ai o que irei ler nos próximos dias


Livro de Mia Couto 
Irei começar a ler nos próximos dias o livro de Mia Couto, O outro pé da sereia.
O escritor Mocham bicando é conhecido internacionalmente e nos próximos dias irei conhecer um pouco de uma das obras dele..... 
  

Dê flores!

Moacir S. Papacosta

A cada pessoa que encontrar lhe dê uma flor acompanhada de um sorriso, porque esse mundo está carente de amor!

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

O Anúncio Tailandês Que Fez Todo Mundo Chorar: TrueMove H [Legendado]


Não sinto sua falta

Alguns anos estava afim dela,
Mas ela nem me dava bola.

Sempre sorria,
Eu ali apaixonado,
Por alguém que não me da bola.

Demorei dois anos para ver isso,
Mas o tempo passa,
Hoje se faz dois anos que não gosto dela,
Apenas observo.

Uma fez vi ela dizer,
Que apenas sorria quando,
Ela pensava que eu gostava dela.

Mas o tempo passa nem sei,
A onde está,
Também ando ocupado,
Mas quando estava escrevendo este poema,
Lembrei dela.

Gostaria de relatar que não,
Achei alguém para substituir este vazio,
Mas ando escrevendo,
Estudando e trabalhando.

E claro ainda busco alguém ,
Para substituir este vazio,
Mas em quanto isso irei, 
Ficar aqui escrevendo mais um poema. 

 Escrito por Poeta da Madrugada 

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Dica de Leitura "Vidas Secas"



Para quem nunca leu ou já ouviu falar em "Vidas Secas", uma obra do escritor Graciliano Ramos, relata a vida miserável de uma família de retirantes sertanejos obrigadas a se deslocar de tempos em tempos para áreas menos castigadas pela seca.

Entre tanto este livro é ótimo para quem gosta de ler sobre a vida dos nordestino, apesar da publicação ter sido em 1938, ao começarmos a ler vemos que a carateristas da lembra muito o nordeste de hoje, como por exemplo a "seca".

Como Blogueiro indico pois vale apena ler o LIVRO VIDAS SECAS ....

3 pensamentos que matam ideias inovadoras



1. Insegurança
Inovação de fato só existe com uma boa dose de coragem. O medo é positivo, traz razão, maturidade, consciência, mas é preciso ir além dele, experimentando abrir mão da previsibilidade do dia a dia para dar asas ao que foge do lugar comum. Ideias inovadoras já nascem com um DNA transformador.

2. Visão de curto-prazo
Uma sociedade e um mercado cada vez mais imediatistas e apegados a métricas rasas de sucesso fizeram com que as empresas aderissem a sistemas e metas absolutamente não sintonizadas com a natureza orgânica das pessoas e do meio ambiente. A lei do dia seguinte, disposta a apenas engordar planilhas e cifras, faz com que grande parte das inovações que chegam ao mercado não sobreviva.

3. Lógica cartesiana

O método cartesiano defende que o homem alcançará a verdade apenas com base no que é certo e irrefutável, desprezando abstrações e controvérsias. Mas o que é inovar se não sentir, propor, mudar, arriscar, prototipar. As melhores inovações virão certamente das mentes a serviço dos corações.

Palestra Formação de Redes voltada à Literatura

No centro Universitário UNIFAFIBE , nesta noite, o curso de Letras realizou a palestra "Formação de Redes voltada à Literatura, livro e leitura" que foi ministrada pela escritora Sada Ali e pelo jornalista Luiz Felipe Nunes.

Algumas fotos da Palestra :

Title #0
Title #0









segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Olha ai a galerinha que vistou o Blog nesta semana

Gráfico dos países mais populares entre os visualizadores do blog
Estados Unidos
886
Brasil
236
Portugal
14
Rússia
5
Alemanha
3
Ucrânia
3
França
2
Argentina
1
República dos Camarões
1
México
1

Apesar do mundo não estar em paz devemos ter pelo menos respeito ao próximo


16 de Setembro se comemora o dia da Paz Internacional, como sabemos o mundo não estar em paz, esta data serve para nós refletir sobre o que esta ocorrendo em nosso mundo.....

Devemos ter mais respeito ao próximo e não ficar em guerra...

Poeta doente


Estou doente,
Peguei uma gripe,
Não sei como,
Mas estou escrevendo um poema,
Mesmo não estando com a cabeça boa.

Minha sinusite me irritando,
E eu ainda escrevendo poema,
Meu pensamento está ótimo,
Posso terminar este poema.

Um poeta só fica doente,
Quando não tem inspiração,
Não consegue escrever poema,
Quando não consegue viajar no mundo das palavras,
Quando uma gripe estiver em seu caminho,
Eu irei apenas escrever mais um poema.

Escrito por Alex Lopes Ozorio

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Um dia irei conhecer a França

Torre Eiffel- Paris (França)

Nunca fui para nenhum país da Europa, apenas visitei algumas cidades na Argentina.
A França para mim não é apenas a cidade luz, mas um lugar de inspiração.
Bem que poderia esta perto da Torre Eiffel, escrevendo um poema sobre sua beleza e por que não escrever um texto sobre sua história que é bem interessante. 
Na vida tem tantas coisas que quero conhecer como a Bienal do Rio de Janeiro, O Museu da Língua Portuguesa em São Paulo, a cidade de Itabira- Minas Gerais  aonde nasceu meu Poeta favorito Carlos Drummond de Andrade.
Sou bem patriota por sinal, mas gostaria de poder algum dia escrever um poema sobre "A visita do Poeta da Madrugada á França", seria muito emocionante, mas quando este dia não vem estarei aqui neste Blog, postando um pouco do meu amor a literatura.

Alex Lopes Ozorio, O Poeta da Madrugada.....

MEU PEDIDO



Moacir Silva Papacosta


Se eu estiver dentro do teu coração
Agasalhe-me com toda ternura do mundo
Fecha bem as portas e não me deixe sair...
Se fizer parte ativa do teu pensamento,
Conserve-me em lugar privilegiado de forma a não ser esquecido.

Se teu corpo está queimando de desejos por mim
Prepare-o com aquele toque de irresistível sensualidade...
Porque o meu corpo também está assim
Preparado para uma noite de plena felicidade...


Se és minha, da cabeça à ponta do dedão do pé
Peça-me, que te darei os carinhos que quiser...
Degustaremos as delícias desta insana Paixão...
Na cumplicidade absoluta quero ser seu eterno Homem...
Entre beijos e abraços quero te fazer a mais realizada mulher!

Quanto tempo



Faz um tempo
Que venho guardando
Meu coração para ti.

Nada é por acaso
Ontem aprendi a escrever
E hoje sou Poeta da Madrugada.

Ontem vi velhos casais,
Hoje vi novos casais,
Amanha virei novos casais se formando.

Sou poeta,
Não sei como é o amor de verdade,
Mas escrevo melodias,
Entre linhas e linhas,
Vou escrevendo e escrevendo,
Até conseguir escrever este poeminha,
Num simples papel com linhas.

Escrito por Alex Lopes Ozorio, O Poeta da Madrugada

terça-feira, 10 de setembro de 2013

NUNCA AMEI ASSIM!




Moacir Silva Papacosta
Foto: NUNCA AMEI ASSIM!
Moacir Silva Papacosta


Vou compor mil versos de amor
E num ramalhete te enviar...
Em letras de forma destacar:
- “SEI QUE VOU TE AMAR POR TODA VIDA”!
Eu nunca amei ninguém assim!

Não posso mais viver sem os beijos teus,
Sem tuas mãos a me tocar,
Este teu jeito sedutor  envolveu-me num labirinto de sonhos
Em um entrelaçar de desejos...
Eu nunca amei ninguém assim!

Meu corpo padece, quando não me aqueces
Vem realizar meus  insanos desejos...   Tu vens?
Delicadamente quero te entregar o que é teu...
Por favor, me tira  da solidão...
Eu nunca amei ninguém assim!

Tu e eu juntos
No compasso da emoção,
Vivemos esta  doce paixão,
Que nos faz ver o mundo colorido,
Mas,  nos arrebenta o coração!
Vou compor mil versos de amor
E num ramalhete te enviar...
Em letras de forma destacar:
- “SEI QUE VOU TE AMAR POR TODA VIDA”!
Eu nunca amei ninguém assim!

Não posso mais viver sem os beijos teus,
Sem tuas mãos a me tocar,
Este teu jeito sedutor envolveu-me num labirinto de sonhos
Em um entrelaçar de desejos...
Eu nunca amei ninguém assim!

Meu corpo padece, quando não me aqueces
Vem realizar meus insanos desejos... Tu vens?
Delicadamente quero te entregar o que é teu...
Por favor, me tira da solidão...
Eu nunca amei ninguém assim!

Tu e eu juntos
No compasso da emoção,

Vivemos esta doce paixão,
Que nos faz ver o mundo colorido,
Mas, nos arrebenta o coração!

FALTA-ME FELICIDADE!


Moacir Silva Papacosta
Foto: FALTA-ME FELICIDADE!
Moacir Silva Papacosta



Caminhos oblíquos pelo acaso volvidos,
Sonhos plausíveis na ótica da emoção,
Momentos indeléveis vividos em dias floridos,
Sonhos renegados pela ótica da razão...


Penumbra em almas gélidas em noites de solidão,
Destroços de esperança em âmagos sofridos, 
Cálices de fel...  Resquícios de doce paixão,
Recordações e Saudades... Legados de tempos idos... 


No apogeu das utopias... Emudecida a voz que me cativou,
Na gangorra de um novo dia balanço minha ansiedade,
Nos braços da rosa morena o desejo que não se findou,
Tenho o mundo em meus pés, mas onde estará a Felicidade?

Caminhos oblíquos pelo acaso volvidos,
Sonhos plausíveis na ótica da emoção,
Momentos indeléveis vividos em dias floridos,
Sonhos renegados pela ótica da razão...


Penumbra em almas gélidas em noites de solidão,
Destroços de esperança em âmagos sofridos,
Cálices de fel... Resquícios de doce paixão,
Recordações e Saudades... Legados de tempos idos...


No apogeu das utopias... Emudecida a voz que me cativou,
Na gangorra de um novo dia balanço minha ansiedade,
Nos braços da rosa morena o desejo que não se findou,
Tenho o mundo em meus pés, mas onde estará a Felicidade?

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

A lua e Vênus



Com seu brilho a lua mais bela do que nunca,

Trouxe seu amigo Vênus para deixar o céu brasileiro mais lido do que nuca,

Sua beleza deixa poetas, românticos,admiradores,

Admirados com tanta beleza, dois astros que fazem parte de nossa

Constelação, brilhando numa final de domingo.




Lua e Vênus, eu vi vocês no natal de 2012,

Iluminando meu céu e novamente vocês aparecerem

Juntos me alegrar e lembrar que graças a lua escrevi meu primeiro poema "A Lua" em 2007,

Depois daquele dia nunca mais fui o mesmo e hoje sou poeta da madrugada.




Sobre você posso te dizer

Sua beleza é tão bonita,

Ainda não sei se quando o americano

Foi a lua se ela gostou ?




Mas como se dizia em meu primeiro poema

Se ela gostou ou não

Eu amo ver a lua e vênus,

Com a Bela vista do Cristo Redentor

Escrevi mais um poema.
 Foto: Esta foi a melhor foto....

  Escrito por Alex Lopes Ozorio, O Poeta da Madrugada

 meu primeiro poema que escrevi a data dele é  18 de outubro de 2007 

ACESSA ESTE Linkin e veja o poema que escrevi pela primeira vez: http://ozorioalex.blogspot.com.br/2012/01/poema-lua.html

domingo, 8 de setembro de 2013

Olha quem visualizou meu blog nesta semana

Gráfico dos países mais populares entre os visualizadores do blog




Estados Unidos 
2215

Brasil 
316

Alemanha 
8

França 
2

Rússia 
2

Suíça 
1

Irlanda 
1

Itália 
1

Polônia 
1

Paraguai 
1
Arabia Saudita 1

Sérvia 1

DOCE ENCONTRO


Moacir Silva Papacosta


Não vejo a hora de realizar um velho sonho...

Em algum lugar deste mundo fecharemos as portas do tempo...

Abriremos nossos corações para vivermos um grande amor...

Não vamos falar de passado, nem do que é certo ou errado..

Pois, naquele momento, só o presente nos interessará...

Quero entregar-lhe o melhor de mim e colher a essência do seu ser...

Se um dia for pouco, teremos uma vida toda para complementarmos nossos anseios... 
Para curtirmos a plenitude de nossa felicidade...

Não economizaremos carinhos... 
Mesclaremos nossas fantasias aos nossos desejos...

Dar-lhe-ei mil abraços, mas em contrapartida dar-me-á mil beijos...

Nossos corpos se unirão para a dança da sensualidade...

Escreveremos nossa história de amor em versos e prosas,

Teremos o bom vinho e um ramalhete de rosas vermelhas...

Viveremos momentos inesquecíveis, de cumplicidade absoluta...

Que nem o tempo, por mais que queira, conseguirá apagá-los de nossas mentes...

Por que você me olha




Não sei por que tanto me olha,
É difícil mas eu te respeito,
Sei que você tem namorado,
Mas precisa ficar olhando para mim,
Não sou homem de fingir que não exergo.

É complicado não te olhar seu olhar é cativante,
Não consigo parar de te olhar,
Sei que não sou um príncipe,
Mas para que tanto me olha,
Com cara que estou afim de você.

Sou poeta é normal olharmos para garotas bonitas
E escrever poemas como este que estou escrevendo agora.
Sua beleza me cativa, mas te respeito.

Seu olhar é penetrante,
Sua beleza é bela,
Seus lábios um sonho,
Seu sorriso me lembra o paraíso.

Mas por que me olha tanto,
Não sou príncipe, mas sou poeta,
Escrevo na alegria.
Através de seu olhar
Escrevi esta linda poesia.


Alex Lopes Ozorio, O Poeta da Madrugada  

sábado, 7 de setembro de 2013

EM BUSCA VERDADEIRO AMOR!


Moacir Silva Papacosta
Foto: EM BUSCA  VERDADEIRO AMOR!
Moacir Silva Papacosta
 

Eu que sofri tantas amarguras
Neste abismo de pranto e dor,
Vou em busca de novas aventuras,
Vou ao encontro do meu verdadeiro amor...

 
Partirei... e bem distante deste rincão
Onde a felicidade está a me esperar,
Encontrarei a minha grande paixão,
Talvez  a última chance de amar...


Quero sentir a inseparável saudade
Que há muito habita em mim,
Morrer num duelo com a felicidade,
E aí, a tristeza terá seu fim..


E as desilusões que já passei
Pouco a pouco hei de  esquecer,
E nos braços deste amor buscarei,
A alegria que em outros braços não encontrei!
Eu que sofri tantas amarguras
Neste abismo de pranto e dor,
Vou em busca de novas aventuras,
Vou ao encontro do meu verdadeiro amor...


Partirei... e bem distante deste rincão
Onde a felicidade está a me esperar,
Encontrarei a minha grande paixão,
Talvez a última chance de amar...


Quero sentir a inseparável saudade
Que há muito habita em mim,
Morrer num duelo com a felicidade,
E aí, a tristeza terá seu fim..


E as desilusões que já passei
Pouco a pouco hei de esquecer,
E nos braços deste amor buscarei,
A alegria que em outros braços não encontrei!

"Cada olhar que recebo, descrevo em poesias, quando olho para alguém vejo poemas em seus olhos", Alex Lopes Ozorio

Poesia em canta minha vida 

No dia sete de setembro de 1822, às margens do Riacho do Ipiranga, que o Imperador Dom Pedro I proclamou a Independência do Brasil

Foi (segundo o que diz a velha história) no dia sete de setembro de 1822, às margens do Riacho do Ipiranga, que o Imperador Dom Pedro I proclamou a Independência do Brasil formalizando a separação com Portugal.

Depois de muitos conflitos, e passados mais de dois anos, Portugal finalmente reconheceu a independência brasileira, com o Tratado de Paz e Aliança assinado entre os dois países (que no caso, aconteceu somente em 1825).

O Hino da Independência foi escrito por Evaristo Ferreira da Veiga e musicado pelo próprio D. Pedro I. O Hino Nacional Brasileiro, de letra do poeta e jornalista Joaquim Osório Duque Estrada, foi oficializado durante o primeiro centenário da Proclamação da Independência, em 1922.

A Bandeira do Brasil, o Hino, o Brasão de Armas e o Selo Nacional são as mais legítimas manifestações simbólicas da União.
Mas a comemoração deste dia é uma oportunidade de repensar conceitos, com vistas ao despertar de uma consciência verdadeiramente patriótica, e não apenas simbólica.
Tempo de repensar os rumos da Nação e o papel a ser desempenhado por um povo consciente da realidade global.

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Poeta romântico


Olhar para seus olhos,
Olhar para seu sorriso,
São luzes do meu paraíso.

Viver ao seu lado,
Poderia te dar um abraço?
Viver em unidão
Gostaria de te beijar de montão.

Gostaria de passar uma tarde ao seu lado,
Sentir seus lábios aos meus,
Sentir seu perfume ao meu corpo,
Sentir sua mão macia entre as minhas,
Sentir seu olhar encantador.

Poder dizer que te amo todos os dias,
Poder viver ao seu lado
Podendo te dar beijos e abraços .....

Escrito por Alex Lopes Ozorio, O Poeta da Madrugada

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Ler



Ler é aprender
Ler é viver
Ler é alegria
Ler é minha vida
Ler é reviver
Ler é escrever
Ler é renascer
Ler é sorrir
Ler é crescer
Ler é brincar
Ler é se alegrar
Ler é cantar.


Escrito por Nan Ozorio Alex

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Agradecimento

O mês passado estava trabalhando no Blog, quando fui ver o numero de visitantes vi que houve um aumento nas visualizações e não pudi deixar de agradecer a todos que gostam das postagens que posto. 
Para mim hoje é um orgulho dizer que tenho um blog, que gosto de escrever poesias, textos e ser apaixonado por livros.
Faz 1 ano e 8 meses que venho trabalhando diariamente e hoje vejo que não consigo deixar de postar algo.

Gostaria de agradecer a todos visita meu Blog, Muito Obrigado   



domingo, 1 de setembro de 2013

Aquela garota de Monte Azul




Caminhando pelo jardim dos passarinhos em Monte Azul,

Vi uma garota chamada Beatriz

Com belo sorriso,

Em canta todos ao seu redor,

Com olhar de paixão,

Conquista meu coração,

Com olhos apaixonados,

Gostaria te dar um abraço,

Abraço de paixão conquista meu coração,

Sou poeta e posso te dizer

Que um dia amei você.

Não sei descrever o que

Sinto quando vejo você

Mas se um dia me perguntarem

Se conheci uma estrela posso-te

Dizer que foi você.



Escrito por Alex Lopes Ozorio, O Poeta da Madrugada





Beatriz


Bela morena de Monte Azul,

Com seu sorriso esbelto,

Com olhar cativante,

Conquista o Poeta da Madrugada.



Escrever você em um poema

É escrever sobre uma princesa

Linda atrás de seu príncipe.



Como seu olhar é belo

Encanta-me, pois é bela como uma rosa,

É meiga como uma dama.



É a rosa do meu jardim,

É a estrela que encanta meu céu,

É a melodia da minha poesia.



Foi um prazer,

Ter conhecido,

Com este lindo sorriso,

Escrevi esta poesia,

Para uma garota que conheci neste dia.

Escrito por Alex Lopes Ozorio, O Poeta da Madrugada



  

Olha quais países que visitaram o Blog durante está semana

Gráfico dos países mais populares entre os visualizadores do blog


Estados Unidos 
3036

Brasil 
225

França 
43

Alemanha 
12

Portugal 
6

Rússia 
4

Sérvia 
2

Argentina 
1

Reino Unido 
1

Polônia 
1

Venezuela 1

África do Sul 1